MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
REDAÇÃO | 4 de junho de 2019 - 14h50

Precocidade suspeita: empresa recém-nascida ganha contrato gordo de prefeito

Empresário com nome envolvido na Operação Decoada é bem relacionado no poder em Corumbá

A FRV Soluções Ambientais, Serviços de Engenharia e Locações de Estruturas, de Corumbá, pode concorrer a qualquer prêmio de precocidade empresarial no Brasil e no mundo. Com apenas dois meses de existência reconhecida nos registros da Junta Comercial, ela venceu a licitação da Prefeitura para locação de banheiros químicos portáteis, do tipo Standard e PNE, “para atender às necessidades da Fundação Municipal da Cultura e do Patrimônio Histórico”.

O valor da licitação do pregão presencial (número 033/2019) – cujo resultado foi publicado no Diário Oficial – é de R$ 407 mil 250,00. O aviso assinado pelo pregoeiro Luiz de Albuquerque Melo Filho, tem data de 31 de maio deste ano. Além da extraordinária competência de uma empresa que ainda anda de gatinhas, outro item nesta receita de sucesso empresarial é o prestígio do dono da FRV, Francisco Vieira Neto, o Niquita.

Ex-presidente do Corumbaense FC, um dos times de futebol profissional da cidade, Niquita tem trânsito privilegiado com o poder há bastante tempo. As suas atividades empresariais percorrem os meandros do poder local desde a administração do prefeito Ruiter Cunha, alcançaram a gestão de Paulo Duarte e voltaram com a eleição de Cunha, cuja morte deu lugar ao vice, Marcelo Iunes (PSDB).

Para sorte de Iunes, o camaleônico Niquita empresta suas miraculosas qualidades, debutando com seu novo empreendimento num contrato para locar banheiros químicos com o socorro de terceiros . Ele tem experiência no assunto. Em 2017, a Construtora Eficaz, com Niquita na sociedade, foi contratada pela Prefeitura para fazer serviços de manutenção reforma e pintura em geral na Escola Municipal Luís Feitosa Rodrigues, pelo valor de R$ 114 mil 219,85 e prazo de seis meses para entrega.

Em 2012, uma força-tarefa com o Ministério Publico e a Polícia Federal à frente desencadeou a Operação Decoada, que investigava um esquema milionário de fraudes em litações e desvio de recursos públicos na Prefeitura de Corumbá. Chegaram a ser indiciadas 15 pessoas, sendo 10 servidores de primeiro e segundo escalões e cinco prestadores de serviços, entre os quais Francisco Vieira Neto, o Niquita.

 

 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews