Tero Queiroz | 6 de dezembro de 2018 - 06h31

Após execução em tornearia, a noite motoqueiros executam 'Niko' tatuador

Segundo assassinato em um dia, a violência cresce na cidade fronteiriça de Ponta Porã

Assassinado na noite de ontem, quarta-feira (05) em Ponta Porã – a 323 quilômetros de Campo Grande -, o tatuador paraguaio Nicanor Garay Ovelar, de 40 anos, conhecido apenas pelo apelido de 'Nicko', foi alvo de disparos de pistola calibre 9 milímetros. Mas ainda não há informações da quantidade de tiros que teriam acertado a vítima.

Conforme apurou a reportagem do site Campo Grande News, ele estava sentado em frente ao próprio estúdio, na esquina das ruas Marechal floriano com a Baltazar Saldanha, quando foi atingido. Nicanor ainda teria tentado fugir dos dois pistoleiros que estavam em uma moto, mas não resistiu e morreu no local. 

A dupla fugiu logo em seguida e ainda não foi encontrada pela polícia. O tatuador foi morto cerca de 5 horas depois de Wanderley Almeida, também foi assassinato, esta tarde em sua tornearia da Rua Antônia Capilé, na cidade. Ninguém foi preso.

Fonte: Campo Grande News e Ponta Porã News. 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews