Soldado afegão em foto de 2016
Tero Queiroz/Agência EFE | 7 de maio de 2018 - 10h02

ONU diz que das 36 pessoas mortas em bombardeio 30 eram crianças

"UItilizaram mísseis e metralhadoras pesadas contra uma escola de ensinamentos islâmicos"

Pelo menos 36 pessoas, entre elas 30 crianças, morreram em 2 de abril em um bombardeio da força aérea do Afeganistão na província de Kunduz, no norte do país, que também deixou 71 feridos, diz um relatório sobre o incidente apresentado hoje, segunda-feira (07) pela missão da ONU no Afeganistão (Unama).

O relatório afirma que no dia 2 de abril helicópteros da força aérea afegã lançaram uma operação contra a cidade de Laghmani, no distrito de Dasht-e-Archi, na qual utilizaram mísseis e metralhadoras pesadas durante uma cerimônia religiosa próxima de uma madraça, uma escola de ensinamentos islâmicos.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews