MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
ALINE OLIVEIRA E NATALIA YAHN | 11 de fevereiro de 2019 - 15h07

Trad afirma que ideal é recapear vias com danos mais antigos

Prefeito destacou que quer evitar serviço de tapa-buraco

O prefeito de Campo Grande, Marcos Marcello Trad, explicou que administração municipal está economizando ao máximo a utilização de serviço de tapa-buraco porque em algumas vias é necessário o recapeamento, em razão da deterioração do tempo. 

A afirmação aconteceu durante entrevista concedida ao programa de rádio Noticidade, da Rede MS, na manhã desta segunda-feira (11).  Na ocasião, o chefe do Executivo Municipal destacou que é preciso encontrar soluções e não culpar a natureza pelos estragos.

"Temos uma situação de vias com pavimentações ultrapassadas, condenadas mesmo. O ideal era recapear ou fazer pavimentação completa. Temos economizado ao máximo para não gastarmos em tapa-buraco, porque assim conseguiremos mais recursos para recapeamento", afirma Trad.

Entre as vias citadas pelo prefeito que receberam ou receberão serviços de recapeamento estão: Avenida Consul Assaf Trad, Raul Pires Barbosa, Padre João Cripa, Tamandaré, Euller, entre outras.

"Em algumas vias como no Monte Castelo, por exemplo, o serviço foi feito em 1977, outras têm uma média de 32 a 35 anos e não receberam manutenção adequada. Criamos uma comissão para saber como podemos agir no sentido de conseguir recursos", declara.

Trad pontuou ainda que a principal forma de conseguir dinheiro é buscar linhas de financiamento com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), porém, a administração municipal não conseguiu autorização porque a capacidade de pagamento não chama atenção das instituições financeiras. "Ninguém vai emprestar dinheiro  para uma cidade que não tem como pagar, é preciso comprovar capacidade de cumprir o compromisso. Hoje, a avaliação e liberação exige muita informação técnica", observa.

OBRAS CONFIRMADAS

Na semana passada, o prefeito de Campo Grande foi até a Câmara Municipal para apresentar a prestação de contas do mandato e anunciou  investimento de R$ 202 milhões em pavimentação para 2019 e lembrou das várias obras realizadas e em andamento na Capital, recordando, entre elas:

Reviva Campo Grande;  revitalização do Anhandui; recapeamento da Cônsul Assaf Trad, Brilhante, Euler de Azevedo, Fernando de Noronha e trecho da Tamandaré, asfalto no Parque dos Laranjais e Jardim Morenão e retomada das obras do macroanel, com mais de 24km de pavimentação realizadas.

Também pontuou a instalação de 13 mil lâmpadas de Led, revitalização do Autódromo internacional de Campo Grande; etapa A de obras de pavimentação e drenagem do Nova Lima finalizada; os trabalhos de microrrevestimento e recapeamento, com recuperação de mais de 40 km de vias.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews