Douradosagora | 8 de novembro de 2018 - 14h09

SIG prende chefe de quadrilha que em seis meses roubou cerca de 17 veículos em Dourados

Desde junho deste ano vários roubos a veículos automotores, muitos deles camionetes e motocicletas de altas cilindradas, ocorreram em Dourados. Quatro homens são os principais suspeitos de agirem na quadrilha, dois deles morreram durante confronto com a polícia e os outros dois foram presos recentemente.

Após investigações em agosto foi realizada a prisão de um dos integrantes das quadrilha especializada. Logo depois a polícia indentificou um paraguaio, como o chefe do bando, sendo representado pela decretação da sua Prisão Preventiva. Um dia após roubar uma camionete e uma motocicleta em Dourados o 'chefe' foi preso na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na posse desses bens e de arma de fogo.

Apesar de formalmente solicitada a expulsão de Renner para o Brasil, uma vez que foi expedido mandado de prisão contra ele, o governo paraguaio o liberou. Por cerca de 30 dias os roubos a veículos automotores cessaram em Dourados, porém, logo o criminoso voltou a agir. Assim, ele e outros comparsas roubaram em pouco tempo três camionetes Hillux e aproximadamente 10 motocicletas.

Foram eles os autores da tentativa de roubo à camionete onde se encontrava o candidato ao senado Nelson Trad, ocasião em que foi subtraída uma pistola portada por um policial militar e efetuados pelos autores disparos contra esse agente público.

No dia 25 de outubro o SIG identificou que o comandante da quadrilha e seus comparsas iriam roubar uma camionete ou uma SUV de luxo em Dourados, o que demandou rápida atuação visando apreender as armas de fogo que estavam com a quadrilha. Equipes formadas pelo SIG, coordenadas pela Delegado Rodolfo Daltro, e Polícia Militar identificaram o imóvel na "Favela do Estrala Verá" onde a quadrilha estava escondida. Ao chegarem ao local diaparos foram efetuados contra os policiais. Durante o confronto dois integrantes da quadrilha morreram.

O chefe da quadrilha, que portava a pistola roubada do policial, efetuou vários disparos contra os agentes públicos e conseguiu fugir, embrenhando-se em um matagal. Na noite da última terça-feira (6), o chefe e um comparsa, um menor que ele trouxe de Pedro Juan Caballero, roubaram duas motocicletas em Dourados, sendo uma de alta cilindrada.

Acionada, a polícia militar conseguiu abordar a dupla de assaltantes, mas eles conseguiram fugir. A pistola calibre .40 subtraída do policial militar foi recuperada. Assim, imediatamente o SIG realizou um cerco à cidade de Dourados visando evitar que o acusado empreendesse fuga para o Paraguai.

Na tarde de ontem (7) identificou-se que o chefe da quadrilha e o comparsa estavam escondidos em um imóvel localizado na sitioca Campo Belo. Realizado um cerco ao local dois foram presos. Na ocasião, o acusado apontou o local onde ele havia escondido um revólver calibre .22, embaixo de vegetação existente ao lado da casa onde estavam. Ele ainda cogitou de entregar outro revólver que estava escondido, mas acabou por não dizer onde se encontrava.

Ao ser realizada a prisão dos criminosos foi constatado que um táxi, vindo de Ponta Porã, estava a caminho de Dourados para levar aquele indivíduo a Pedro Juan Caballero. Foi realizada abordagem ao táxi, onde se encontravam a namorada, a sogra e o cunhado do chefe da quadrilha. Eles alegaram que o acusado havia lhes telefonado e pedido para ser buscado em Dourados. Questionados se possuíam participação na série de roubos, os três disseram que não, mas que desconfiavam que o homem estava cometendo crimes pois ele andava "cheio de dinheiro no bolso".

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews