Tero Queiroz | 13 de setembro de 2018 - 10h45

Fazenda Cabeceira do Prata de MS é finalista do Prêmio Novo Agro

"Avaliada a partir de que tenha 'Empreendedorismo, Sustentabilidade, Inovação e Mulher na Gestão', no catálogo de ações"

A Fazenda Cabeceira do Prata, localizada em Jardim (MS), uma das propriedades da Genética Aditiva - empresa de melhoramento genético, é finalista no Prêmio Novo Agro, iniciativa do Santander em parceria com a Esalq (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), da Universidade de São Paulo (USP), na categoria Sustentabilidade.

O Prêmio busca reconhecer boas práticas de produtores rurais de pequeno, médio e grande porte nas categorias — Empreendedorismo, Sustentabilidade, Inovação e Mulher na Gestão.

Na última sexta-feira (06/09), a Fazenda Cabeceira do Prata recebeu a visita técnica do Engenheiro Agrônomo, Lister Pereira Duarte, da Esalq/USP e de Tatiane Pimentel Bonatto, Gerente Esp. Agro III do Santander para verificação e análise in loco do projeto inscrito “Pecuária/Ecoturismo e melhoramento genético de gado”.

Acompanhados pelo proprietário, Eduardo Folley Coelho e também pelo gerente da fazenda, Teódison Mano, os profissionais realizaram a vistoria no local.

Os vencedores serão anunciados no dia 24/9 e a premiação ocorre durante evento na segunda edição do ESALQSHOW, no dia 9/10, às 10h, no campus da escola, em Piracicaba (SP).

Sobre a Fazenda

A Fazenda Cabeceira do Prata foi adquirida pelos atuais proprietários, Eduardo Folley Coelho e família, em 1979 e alia a atividade de pecuária com o ecoturismo através da criação de gado Gir Leiteiro P.O, cavalos da raça Crioula, e os passeios de flutuação em águas cristalinas no Recanto Ecológico Rio da Prata.
Na propriedade há uma área destinada a conservação ambiental que visa a proteção de espécies da flora, fauna e dos demais recursos naturais. Trata-se da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN)– unidade de conservação criada por iniciativa própria, sendo permitidos apenas a pesquisa científica e a visitação com objetivos eco-turísticos, recreativos e educacionais.

Desde 2011 a fazenda está inscrita no Programa de Boas Práticas Agropecuária -BPA, desenvolvido pela Embrapa, que consiste em um conjunto de normas e procedimentos que auxiliam em um sistema de produção mais rentável e competitivo, assegurando sistemas de produção sustentáveis.

A fazenda utiliza também a técnica de reforma de pastagem usando leguminosas para fixação de nitrogênio. O manejo de pastagens é feito de forma criteriosa, de forma a não deixar solos expostos. A fazenda possui equipamentos de combate a incêndio florestais, os quais são mantidos atualizados e sempre prontos, e inclusive já disponibilizou equipamentos e funcionários para combater incêndios florestais nos vizinhos. Em 2013 foi instalado em toda a área da fazenda um sistema de abastecimento de água para o gado, melhorando a sanidade através da melhor qualidade da água para dessedentação animal. (Com assessoria). 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews