Versão para DesktopMS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
Imagem ilustrativa
KARINA CABRAL - O LIVRE | 14 de maio de 2020 - 17h00

Família que ajudava boliviano flagra ele estuprando criança de 7 anos

O suspeito tinha a confiança da família e frequentava a casa em que a vítima mora

Um boliviano de 35 anos foi preso nessa quarta-feira (13.maio) em Mato Grosso suspeito de abusar sexualmente de uma criança de sete anos. A menina pertence a uma família que o ajudou quando ele foi morar na cidade de Pontes e Lacerda, no interior do estado.

A Polícia Judiciária Civil foi acionada depois que uma pessoa da família flagrou o suspeito praticando o abuso contra a criança. A reportagem é do site O Livre

INIMIGO ÍNTIMO 

O suspeito tinha a confiança da família e frequentava a casa em que a vítima mora, o que facilitava os abusos sexuais.

Ele tem deficiência auditiva e, desde que se mudou para a cidade de Pontes e Lacerda, era ajudado pela família da menina.

Segundo a Polícia Judiciária Civil, os abusos sexuais já vinham acontecendo há algum tempo, mas a criança não contava a ninguém por medo de que a família brigasse com ela.

Somente após o flagrante ela acabou relatando o que vinha sofrendo e, inclusive, detalhes do que tinha acontecido na noite anterior, quando o suspeito também a havia assediado.

DEPOIMENTO ESPECIAL

Diante dos fatos, o suspeito foi encontrado no Bairro Boa Esperança, em Pontes e Lacerda, preso e encaminhado para a delegacia, onde foi ouvido.

Testemunhas também foram ouvidas, mas foi o depoimento da vítima que marcou a delegacia.

“Pela primeira vez em Pontes e Lacerda foi realizada a oitiva de criança vítima de violência sexual, chamada de depoimento especial. Através de videoconferência, a menina, acompanhada somente pela psicóloga na sala, realizou uma produção antecipada de provas, não sendo necessário ser repetido o depoimento e a vítima não mais precisará ser ouvida evitando assim a revitimização”, explicou o delegado Maurício Maciel Pereira Júnior.

Acompanharam também o caso representantes da Defensoria Pública e Ministério Público Estadual. Após o procedimento de flagrante, o preso foi encaminhado à unidade prisional do município onde permanecerá à disposição da Justiça. (Com Assessoria).  

Fonte: O Livre 

 
Subir ao TopoSubir ao TopoVoltarVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews