MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
REDAÇÃO | 29 de maio de 2019 - 11h25

Na bacia das almas, por um voto prefeito escapa de cassação

Delano Huber, do PSDB, denunciado por crime de improbidade administrativa, é salvo com maioria na Câmara

Por cinco votos a quatro, a Câmara Municipal de Camapuã livrou da cassação o prefeito Delano Huber (PSDB), denunciado por crime de improbidade administrativa. Ele foi salvo na bacia das almas graças à apertada maioria governista no legislativo, durante a sessão tumultuada na noite de terça-feira, 28.

Por cinco votos a quatro, a maioria decidiu-se pela manutenção de Huber no cargo, apesar da gravidade das denúncias sobre má gestão, mau uso das verbas publicas e suspeitas de graves irregularidades na manipulação do orçamento que pesam sobre sua administração. O placar da votação foi 5 a 4.

Os vereadores que garantiram ao prefeito tucano um sono aliviado naquela noite são: Hugo Bomfim (DEM), Ronnie Sandro (PSL), Altimir Chitão Abdias (PTB), Almir Ávila (MDB) e Antonio Borracheiro (PSDB). Votaram pela cassação os vereadores Lellis Ferreira da Silva (MDB), Dra Márcia Pereira, Aloísio Targino (PSB) e Pedrinho Cabeleireiro (PR).

Vale observar o contexto pessoal e político de alguns vereadores e projetá-lo sobre suas posições. Bomfim já foi prefeito da cidade e secretário estadual de Planejamento no governo de Pedro Pedrossian nos anos 1980. Chitão, que foi candidato a deputado estadual em 2018, é marido de uma ex-vice-prefeita e cultiva antiga ambição de chefiar o Executivo camapuanense. 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews