Notícias ao Minuto | 11 de janeiro de 2019 - 08h53

Decisão de Gleisi de participar da posse de Maduro dividiu o PT

Parte dos dirigentes e militantes da sigla entendia que bastaria uma carta ou nota de parabenização ao venezuelano

Apresença da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, à cerimônia de posse do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, causou discordâncias internas no partido.

Parte dos dirigentes e militantes da sigla entendia que bastaria uma carta ou nota de parabenização a Maduro. A ala que apoiou a viagem, porém, argumentou, segundo a Folha de S. Paulo, que o ato seria estratégico pelo viés político, tendo em conta a oposição ao governo venezuelano protagonizada pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

Em nota distribuída na quinta-feira (10), Gleisi alegou que a eleição de Maduro foi legítima, constitucional e pelo voto popular, e que sua presença na posse foi referenciada pelo ex-presidente Lula. 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews