Edson Moraes/ Reproduzido por Tero Queiroz | 11 de junho de 2018 - 12h38

Contra Lula, todos perdem; sem ele, Marina e Ciro batem Bolsonaro no 2º turno

"DataFolha aferiu que Lula passaria pelo primeiro turno com 30% dos votos"

A última pesquisa DataFolha constatou que  Luiz Inácio Lula da Silva (PT) continua sendo o nome com a preferência majoritária dos eleitores que já têm o seu candidato à presidência. Além de liderar a pesquisa em todos os cenários com sua presença, o ex-presidente tem o maior poder de transferência eleitoral e ainda domina o segmento do eleitorado que está com seu voto definido.

Divulgada domingo, 10, pelo jornal "Folha de São Paulo" - 2.824 entrevistas entre 6 e 7 de junho, em 174 municípios, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos - a pesquisa apurou ainda que o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), vice-líder das intenções de voto do primeiro turno, perderia no segundo turno para Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) e ficaria no empate técnico com o tucano Geraldo Alckmim.

Com Lula candidato, o DataFolha aferiu que ele passaria pelo primeiro turno com 30% dos votos, contra 17% de Bolsonaro. Em seguida aparecem Marina (10%); Ciro e Alckmin (6%); Álvaro Dias, do Podemos (4%);e  Manuela D´Ávila, do PCdoB (entre 1% e 2%). Com taxas oscilando entre 0% e 1%) estão Rodrigo Maia (DEM), Aldo Rebelo (SDD),Fernando Collor de Mello (PTC) ,Flávio Rocha (PRB), Guilherme Afif Domingos (PSD), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL), Josué Alencar (PR) e Levy Fidelix (PRTB). Paulo Rabello de Castro (PSC) não alcança 1% em nenhum cenário e os eleitores ainda sem candidato somam 21%.

Segundo turno 

Num evetual segundo turno, Lula bateria todos os possíveis rivais com boas margens de diferença. Na disputa com Marina, a distância é a mais curta: Lula teria 46% e ela 31%, com 21% de votos brancos e nulos e 1% de indecisos. Contra Bolsonaro, a segunda menor diferença, o petista teria 49%, ou seja, 17 pontos à frente do candidato do PSL (32%). Os brancos e nulos somariam 17% e os indecisos 1%. Se o confronto fosse com Alckmim, a margem aumentaria: 49% a 27%, com 22% de nulos e 1%de indecisos.  

A pesquisa consultou os eleitores sobre suas preferências em cenários de um segundo turno com Bolsonaro na disputa. Além de Lula, ele seria derrotado por outros dois concorrentes: Marina (42%a 32%) e Ciro (36% a 34%). E ainda trombaria com Alckmim num empate técnico em 33% cada. Dos cenários simulados para o segundo turno, Bolsonaro só venceria o petista Fernando Haddad (36% a 29%).

Tranferência 

Segundo o DataFolha,  Lula tem um poder de transferência de votos de 30%, a maior taxa entre todos os pré-candidatos listados na pesquisa. E esse número é ainda reforçado por mais 17% que admitem a possibilidade de votar em um candidato indicado pelo petista. A maioria, porém (51%), opinou que não votaria em alguém indicado pelo ex-presidente. Os maiores índices de rejeição foram atribuídos ao presidente Michel Temer, do MDB, (92%) e ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, do PSDB (65%).
 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews