Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/06/com-briga-apertada-por-2o-lugar-tocantins-tera-novo-turno-na-eleicao-estadual.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos
Bocão News/Reproduzido por Tero Queiroz | 4 de junho de 2018 - 13h07

Com grande ausência de eleitores, Tocantins terá 2° turno na eleição estadual

"Mais de 30,15% dos eleitores não compareceram às urnas neste domingo (3)"

O governador interino do Tocantins, Mauro Carlesse (PHS-TO), e o senador Vicentinho Alves (PR-TO) irão disputar o segundo turno nas eleições suplementares do estado.

Com 99,46% das urnas apuradas, Carlesse saiu na frente, com 30,34% dos votos, mas o segundo colocado só foi conhecido oficialmente quando mais de 98% dos votos foram computados.

A diferença entre Vicentinho e o ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB-TO) foi pequena. Vicentinho teve 22,20% dos votos e Amastha, 21,37%. A senadora Kátia Abreu (PDT-TO) ficou em quarto lugar, com 15,66%.

Mais de 30,15% dos eleitores não compareceram às urnas neste domingo (3), 17% votaram nulo e 2% em branco.

A campanha para o segundo turno começa já nesta segunda-feira (4). Os eleitores voltam às urnas no dia 24 de junho, e o eleito tomará posse em julho para um mandato até dezembro. O estado participará normalmente da eleição de outubro.

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou a realização de eleições suplementares depois de cassar o mandato do ex-governador Marcelo Miranda (MBD-TO) por caixa dois na campanha de 2014.

Até então presidente da Assembleia Legislativa, Carlesse assumiu em abril o Executivo do estado e está ocupando o cargo interinamente.

O ex-juiz Márlon Reis (Rede-TO), um dos idealizadores da Lei da Ficha Limpa, também estava entre os sete candidatos. Derrotado, ele já anunciou que tentará o governo novamente em outubro.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews