Notícias ao Minuto/ Reproduzido por Tero Queiroz | 9 de outubro de 2018 - 08h56

Apoios para o 2º turno serão definidos nesta terça; Daciolo é neutro

"Boulos, do PSOL, já decidiu apoiar Fernando Haddad"

Os partidos que saíram derrotados no primeiro turno da eleição presidencial começam a definir suas posições para o segundo turno nesta terça-feira (9). As siglas vão definir se apoiarão Jair Bolsonaro (PSL) ou Fernando Haddad (PT), ou se vão adotar neutralidade no segundo turno.

O primeiro turno contou com 13 candidatos na disputa pelo Planalto. Dos 11 nomes derrotados, Guilherme Boulos, do PSOL, já decidiu apoiar Fernando Haddad, enquanto na noite desta segunda (8), Cabo Daciolo, do Patriota, sinalizou neutralidade: “Não apoio ninguém”.

Marina Silva deve se reunir com a executiva nacional da Rede Sustentabilidade para se posicionar oficialmente sobre o segundo turno. Mas vale ressaltar que no domingo (7), logo após a divulgação do resultado, ela afirmou que estará na oposição do governo “independentemente” do vencedor.

Ciro Gomes deve se reunir com Carlos Lupi, presidente do PDT, nesta terça. Ele não deixou claro se vai ou não apoiar Fernando Haddad, mas disse no domingo (7) “ele não, sem dúvida”, ao ser questionado sobre sua posição para o segundo turno. Ou seja, dificilmente o pedetista estará ao lado de Bolsonaro

Além dos citados acima, estiveram na disputa do primeiro turno os seguintes nomes: Geraldo Alckmin (PSDB), Eymael (DC), João Amoêdo (Novo), Henrique Meirelles (MDB), Alvaro Dias (Podemos), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL). Todos ainda vão se posicionar oficialmente sobre o segundo turno.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews