MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
TERO QUEIROZ* | 11 de julho de 2019 - 11h02

"Acordinho" entre Governo e bancada da bala prevê aposentadoria mais branda para policiais

Entidade vai tentar mais benefícios à categoria assim que Reforma chegar no Senado

Acordo construído entre a ‘bancada da bala’ [segurança pública], líderes partidários e governo prevê regras mais brandas na Reforma da Previdência, aos polícias federais, policiais rodoviários federais e policiais legislativos.   

O trâmite do chamado “acordinho”, estabelece que policias de carreira podem se aposentar aos 53, se for homem, mulher poderá se aposentar aos 52. 

Para quem for ingressar na carreira militar, após uma suposta aprovação da Reforma, a idade deve ser a mesma dos demais, no caso, 55 anos. Não há idade mínima para que um policial se aposente, há sim, um tempo de 30 anos de contribuição aos homens e 25 para mulheres. 

Esse mesmo “acordinho” já havia sido apresentado à Câmara, oferecido as entidades que representam as categorias na semana passada, mas, na ocasião, não foi aceito pelos policias que queriam maior suavidade nas regras. 

Reportagem da FolhasPress de São Paulo, revelou nesta manhã (11), que em mensagem enviada a integrantes da bancada da bala, o deputado Marcelo Freitas (PSL-MG), disse: "Acho que é uma evolução, embora não se consiga agradar a todos".

Freitas foi o relator da proposta de reforma da Previdência na comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara.

A União dos Policias do Brasil (UPB), disse que tentará maiores benefícios assim que a proposta chegar no Senado. 

As mudanças para beneficiar essas categorias da segurança pública devem ser feitas por emendas a serem votadas no plenário da Câmara.

Fonte: *FolhaPress 

 

 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews