Por G1 MS | 13 de junho de 2018 - 08h18

Suspeito de matar militar em assalto na capital é preso

Roubo aconteceu quando vítima estava na frente de casa, ao celular, a caminho da faculdade, no início da noite de terça-feira (12).

Um rapaz de 20 anos foi preso na madrugada desta quarta-feira (13) suspeito de matar o militar do Exército Brasileiro Rafael Lucas Soares, de 23 anos, durante assalto, no bairro Coophatrabalho, em Campo Grande. O crime aconteceu na frente da casa da vítima, enquanto ela mexia no celular e seguia para faculdade, no início da noite de terça-feira (12).

De acordo com informações do boletim de ocorrência, o militar estava na calçada de casa quando o suspeito se aproximou em uma moto, mostrou o revólver e pediu o celular. O estudante reagiu, lutou com o assaltante e foi morto com dois tiros: um no tórax e outro na perna esquerda.

Depois do crime, o bandido fugiu a pé com capacete. Câmeras de segurança gravaram toda a ação. As imagens foram entregues à polícia.

Conforme a Polícia Militar (PM), o assaltante deixou a moto usada por ele no local do latrocínio, correu, jogou o revólver calibre 32 e depois foi de ônibus até a casa da sogra, onde foi preso e confessou o crime.

Segundo o registro policial, o suspeito disse aos policiais que enquanto fugia ligou para o amigo, de 21 anos, dono da moto que havia pego emprestada e contou o que havia acontecido. Este então fez a mãe ir até a delegacia fazer a falsa comunicação de furto com o objetivo de dificultar a ação policial.

O assaltante que matou o militar é suspeito ainda de roubar outros celulares na noite do latrocínio. Moradores da região viram ele correndo e entregaram à polícia celulares que ele deixou cair. O revólver usado nos crimes foi apreendido depois que o bandido disse onde havia jogado.

O bandido foi autuado em flagrante por roubo seguido de morte e porte ilegal de arma de fogo de uso permitido. O amigo dele vai responder por comunicação falsa de crime.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews