MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
Casal havia se separado há 2 semanas
TERO QUEIROZ | 28 de agosto de 2019 - 08h41

Pastora da 'família' é executada com quatro tiros dentro de igreja

Ex entrou na igreja, matou a pastora e tentou suicídio

Carlos Alberto Mendonça, de 48 anos, foi preso nesta terça-feira (27), após matar a ex-esposa dentro de uma igreja na Avenida Timóteo Proença, em Aquidauana, interior de Mato Grosso do Sul. O homem foi preso após cravar uma faca cravada no próprio peito, ele tentou suicídio após o assassinato de Rose Meire Fermino de Andrade Mendonça, conhecida como pastora Cida.

Conforme a polícia, a vítima realizava culto na igreja na noite de ontem, quando o autor foi até o local e disparou quatro tiros. A vítima foi socorrida ao pronto-socorro do Hospital Regional de Aquidauana, mas devido aos ferimentos de bala, não resistiu.   

A Polícia Militar realizou buscas aos arredores e encontrou o suspeito em uma casa nos fundos da igreja, ele estava com um faca cravada no peito, um dos filhos do suspeito o socorreu, retirou a faca e levou o pai ao pronto-socorro.

O suspeito foi preso e sem risco de morte. A polícia, Carlos disse que matou a pastora pois não aceitava o fim do relacionamento e tinha ciúmes dela. Ele está internado no pronto-socorro de Aquidauana, sobre custódia da polícia. Saindo de lá, o suspeito será encaminhado a uma unidade prisional para responder o crime de Feminicídio. 

Rose Meire havia se separado há 2 semanas. Líder religiosa, pastora Cida atuava no Projeto Família Gloriosa, fundado há dez anos. De janeiro até agora, 23 mulheres foram vítimas de feminicídio no Estado, de acordo com a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).

 

 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews