Embalagens com cocaína estavam escondidas nas roupas das mulheres
Tero Queiroz | 13 de Fevereiro de 2018 - 09h32

Parceria do mal; angolana e brasileira são presas com 2,8 quilos de cocaina em ônibus

'Segundo a polícia, o tráfico era a mando de um nigeriano de 33 anos'

Uma angolana de 30 anos e uma brasileira de 20 anos foram presas na madrugada desta segunda-feira (12) com 2,8 quilos de cocaína dentro das roupas em Água Clara, no leste de Mato Grosso do Sul. Elas viajavam de ônibus interestadual para São Paulo. Segundo a polícia, o tráfico era a mando de um nigeriano de 33 anos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ônibus fazia a linha de Campo Grande a Bauru (SP). A abordagem foi realizada na BR-262 e os suspeitos chamaram a atenção ao ficarem nervosos com a presença dos policiais. As malas das mulheres foram revistadas e nada foi encontrado. O homem estava sem bagagem.

A droga só foi encontrada durante a vistoria pessoal nas mulheres. Cada uma carregava uma embalagem com 1,4 quilo de cocaína. Com o flagrante, uma das suspeitas confessou que levaria o entorpecente para São Paulo e mando do nigeriano.

A brasileira teria aceito a proposta após o nigeriano prometer que as despesas da viagem seriam pagas por ele, já que a suspeita teria sido assaltada em Corumbá, município no Pantanal sul-mato-grossense.

A angolana não respondeu aos questionamentos por não entender o idioma português, de acordo com a polícia. Os três suspeitos foram levados à Polícia Federal de Três Lagoas e devem responder por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews