MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
TERO QUEIROZ | 12 de junho de 2019 - 12h32

Médico pode ter sido assassinado por cometer erro em prótese de silicone

Vítima foi executada durante o dia a tiros de 9mm

Jose Marcial Centurión Caceres, de 50 anos, assassinado na tarde de ontem, terça-feira (11), em Pedro Juan Caballero, pode ter sido morto por cometer erros médicos no município é o que suspeita a polícia paraguaia da cidade vizinha de Ponta Porã (MS). 

Departamento de Investigações da Polícia Nacional, suspeita que o crime seja passional ou que a morte tenha sido motivada por erros em uma cirurgia de estética.

A vítima era dermatologista no Instituto de Previsão Social (IPS) e também atuava como cirurgião plástico. 

Em entrevista á Rádio ABC Cardinal, o comissário chefe da investigação da Policia Nacional de Amabay, Rafael Gonzáles, disse hoje (12), que o médico teria feito um implante de próteses de silicone em uma cliente, que posteriormente teve complicações. “São informações que circulam, mas ainda não podemos afirmar nada”, declarou o policial.

MORTE 

Na tarde de ontem, Centurión foi alvejado com tiros de 9mm ao entrar em seu carro estacionado em frente ao prédio do IPS.  

Conforme testemunhas, o suspeito disparou 19 vezes, atingindo peito, braço. O médico morreu na hora. A polícia acredita que o suspeito estava à espera da saída do médico de seu trabalho. O caso será investigado.  

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews