Por TV Morena | 12 de março de 2018 - 16h22

Justiça converte em preventiva prisão do suspeito de atropelar e matar pizzaiolo

Isso quer dizer que o motorista de 32 anos vai continuar preso por tempo indeterminado. Sobre ele recaem os crimes de homicídio culposo e evasão do local.

Justiça converteu de temporária para preventiva, nesta segunda-feira (12), a prisão do motorista suspeito de atropelar a matar um pizzaiolo em Campo Grande no domingo (12).

De acordo com o fórum da capital, o homem vai responder por homicídio culposo qualificado pela omissão de socorro e por ter sido cometido na calçada, além de evasão do local.

O G1 não foi informado pela assessoria de imprensa do fórum para onde o motorista, que tem 32 danos, foi levado.Entenda o caso

Matheus Santos Pereira saiu do trabalho, passou em uma conviência onde comprou duas latas de cerveja e voltava para casa para comemorar com a namorada o novo emprego quando foi atropelado.

O jovem foi atingido quando caminhava na calçada da avenida Aracruz e arrastado por 28 metros. Socorristas foram chamados, mas Matehus não resistiu. No local ficaram marcas do atropelamento.

No carro estavam o motorista e dois filhos pequenos dele. Ele fugiu do local sem prestar socorro e foi preso em casa. Ele não estava embriagado e disse aos policiais que dormiu ao volante.

Familiares de Matheus contestam a versão do motorista e falam que o motorista pode ter agido por ciúmes. Ele trabalha com a namorada do rapaz.

Ainda segunda a família do pizzaiolo, o jovem namorava há 7 meses e estava com planos de morar junto com a companheira.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews