Homem esfaqueia fiéis na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Aparecida de Goiânia
Vitor Santana e Fábio Castro, G1 GO e TV Anhanguera | 3 de dezembro de 2018 - 05h40

Jovem diz que esfaqueou fiés em igreja e que se arrepende

“Aconteceu. Se eu pudesse voltar atrás, eu voltava”, disse sobre o ataque

O jovem suspeito de esfaquear quatro fiéis dentro de uma igreja em Aparecida de Goiânia confessou o crime, mas se diz arrependido. Em um vídeo, ele apresenta versões confusas, dizendo inicialmente que ouviu falar que o local fazia pactos com o diabo, mas depois falando que ninguém da religião havia lhe visitado em casa, conforme tinha pedido. “Aconteceu. Se eu pudesse voltar atrás, eu voltava”, disse sobre o ataque.

O ataque aconteceu na manhã de domingo (2), na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, no Setor Colina Azul. Segundo as investigações, Uilker Alves, de 28 anos, entrou com duas facas na igreja. Cerca de 120 pessoas participavam de uma reunião no momento. Testemunhas disseram que ele chegou a se sentar em um dos bancos, mas pouco depois começou a esfaquear algumas pessoas.

O G1 não conseguiu identificar a defesa do suspeito até a publicação dessa reportagem.

Quatro homens ficaram feridos. O suspeito foi contido pelos próprios fiéis até a chegada da Polícia Militar. Dos homens agredidos, dois já recebeu alta médica. Um terceiro, de 40 anos, foi atendido pela equipe de cirurgia do Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa) e seguia internado, em bom estado, até as 21h de domingo. O quarto ferido foi encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo).

No vídeo, gravado após a prisão, Uilker aparece algemado, sentado no chão e com um curativo na cabeça. “Diz que lá é a única igreja que faz pacto com o diabo, aí eu assisti um vídeo que fala que naquela igreja eles negam o nascimento de Jesus Cristo, e fala que na primeira batalha contra Lúcifer, Jesus Cristo colocou uma maldição no povo da pele escura, e depois que ele morreu na cruz, jogou a maldição da calvície sobre o povo”, disse.

Porém, o jovem disse que queria entrar para a igreja, mas ninguém foi visita-lo. “Eu ia lá várias vezes, dei meu endereço para eles visitarem minha casa, pedi, implorei, e eles nunca foram. Meu objetivo era alguém me batizar”.

Por último, diz que se arrepende do ato: “Ninguém quer ir pra cadeia, ficar preso. Se eu pudesse voltar atrás, eu voltava, não teria feito o que eu fiz”. O jovem foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio contra quatro pessoas.

O presidente regional da igreja, Murilo Ribeiro, contou que o rapaz chegou, se sentou e, logo em seguida, se levantou e começou o ataque. “Primeiro disse que Ia matar todos. Começou a dar facada nas pessoas. Foi terrível. Gerou um pânico na igreja”, disse.

Ameaças

Na sexta-feira (30), Uilker tinha postado ameaças em uma rede social, falando que atacaria a congregação. “Eu vou fazer o massacre com eles [...] vou esperar todo mundo entrar, fechar a porta, começas a cortar as cabeças”, escreveu.

Nas publicações, ele volta a dizer que passou o endereço para os membros da igreja, mas ninguém foi visita-lo em casa. O presidente da igreja disse, no entanto, que nenhum membro da congregação o conhecia.

 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews