TERO QUEIROZ | 14 de março de 2019 - 10h15

Após ser acusado de espancar jovem, médico emite nota dizendo ser inocente

Caso teria ocorrido no último dia 03 em Pedro Juan Caballero

Médico e professor universitário realiza comunicado a opinião pública após ser acusado de suposta agressão na fronteira.

O médico Aldo Ruben Zaracho, após ser acusado de uma suposta agressão a uma estudante universitária na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã, realizou um comunicado a opinião pública no final da tarde de quarta feira (13) onde disse que deixará a investigação a cargo da justiça, pois segundo o suspeito, ele não cometeu nenhum caso punível conforme se poderá observar ao termino das investigações.  Diz ainda que deixa o caso na mão de Deus, e que esta seguro de não haver causado danos a alguém e que seguirá atuando como um jovem profissional médico que esta abrindo caminhos através do trabalho junto a comunidade. 

O profissional disse ainda, estar consciente de que deve enfrentar este tipo de obstáculo, afirmando que apenas para conhecer a natureza mediocre de alguns seres humanos e para aprender a conviver e aprender.  

O jovem médico, chega a pedir paciência a comunidade, pedindo que não o julguem tendo em base as falsas acusações, pois estas, segundo o médico, tem o único objetivo de causar estragos a imagem de um bom homem e a de um profissional em medicina e pede que a justiça do homem busque a verdade e que a divina se mostre. 

Veja o comunicado na integra.

Foto: Reprodução/Porã News 

CASO

Segundo o site Amabay News, uma jovem estudante brasileira do curso de medicina na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero teria sofrido violência, essa feita por Aldo, que além de médico é professor na Universidade Uninter, em Pedro Juan Caballero. 

Aldo é suspeito de ter agredido a ex-namorada identificada como, que é estudante de medicina da universidade Del Pacífico, localizada também em Pedro Juan Caballero.

Conforme o site, o agressor teria golpeado a vítima com socos e depois arrastado a ex pela rua, isso após a jovem não aceitar reatar o namoro. As agressões, segundo o site, ocorreram no último dia 03 deste mês, por volta das 6h, no Centro da cidade de Pedro Juan Cabllero. Ainda segundo relato, após ser espancada a vítima foi ameaçada de morte, sob ordens de que deveria deixar a cidade.

 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews