MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
Jovem tinha sonho de competir nacionalmente
Viviane Oliveira e Leonardo Rocha | 13 de agosto de 2019 - 13h05

Por uma vida nova, piloto morreu trabalhando de domingo a domingo

Gusttavo foi campeão regional de Velocross no ano passado e ‘prata’ da casa, em Caarapó, segundo a família

Campeão estadual de Velocross, Gusttavo Inácio da Silva, 26 anos, morreu trabalhando para realizar o sonho de comprar uma moto para competir nacionalmente e ter uma vida melhor. De Caarapó, o piloto de Motocross estava há sete meses com a mulher e a filha de 1 ano na cidade portuguesa de Cantanhede. Ele trabalhava com podas de eucalipto quando uma tora caiu sobre a cabeça dele. O acidente aconteceu no sábado (10). O rapaz chegou a ser socorrido, mas morreu ao dar entrada no hospital, a 100 metros do local.

Desde então a família faz uma “vaquinha” pela internet para ajudar nos custos e na passagem da mulher de Gusttavo. A funcionária pública Édna Inácio, mãe do piloto, contou que ontem à tarde a nora ligou dizendo que a empresa onde Gusttavo trabalhava vai pagar o translado de Portugal até Campo Grande.

Na sequência, o corpo será levado para Caarapó, cidade onde o rapaz foi criado. “Continuamos com a vaquinha apenas para trazer a esposa dele e a minha neta”. Segundo orçamento feito pela família, serão necessários de R$ 5 a R$ 6 mil. O corpo será liberado após passar por autópsia (exame para determinar a causa da morte).

Édna mora em Caarapó e trabalha na área de serviços gerais na prefeitura da cidade, mas está na casa de um parente na Capital para acompanhar os trâmites. Ela contou que no domingo retrasado o filho ligou. Disse que estava arrependido de ter ido para Portugal, pois trabalhava de domingo a domingo com 30 minutos de almoço. O serviço era perigoso. “Sonho de ganhar dinheiro é só ilusão, disse o rapaz durante a ligação”.

Édna, mãe do piloto, veio para Campo Grande, para acompanhar com a família os trâmites do translado do corpo (Foto: Henrique Kawaminami)

Gusttavo chegou a comentar com a mãe que queria mudar de função e começar a dirigir caminhão e carreta, mas precisava da documentação do Brasil para conseguir emprego na área em Portugal. A família providenciava a documentação junto ao Detran (Departamento Estadual de Trânsito) para enviar ao rapaz, mas não deu tempo.

Édna contou que desde pequeno o filho tem paixão por motos e caminhão. Com 17 anos, o rapaz comprou uma moto velha. Com 18 anos começou a disputar e ganhar as competições em Caarapó até virar campeão estadual de Velocross.

O sonho dele era comprar uma moto CRF 250F, que custa a partir de R$ 15.596. “Não era só a motocicleta. Ele queria também ter uma vida melhor, juntar dinheiro para competir nacionalmente”, contou emocionada a mãe.

Conforme a família, o piloto ganhou diversos prêmios no Estado. “Ele foi campeão regional de Velocross no ano passado e ‘prata’ da casa, em Caarapó. Quem deseja ajudar a família de Gusttavo, pode fazer doações através do link: http://vaka.me/676537.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews