9 de maio de 2018 - 13h50

Com atividades lúdicas, Semed desperta conscientização de alunos para trânsito seguro

Com ações lúdicas, palestras e abordagens educativas, as 196 unidades da Reme (Rede Municipal de Ensino|) começaram, esta semana, a trabalhar com os alunos da creche até o 9º ano, a conscientização de um trânsito mais seguro. As atividades integram o Maio Amarelo, movimento que tem a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Para desenvolver a proposta, a Semed (Secretaria Municipal de Educação) fechou parceria com instituições e órgãos públicos que estão auxiliando no desenvolvimento das ações dentro das escolas e ceinf’s.

Nesta quarta-feira (9)  servidores da Semed participarem de palestra sobre a temática. Ministrada pela chefe de Educação para o Trânsito da Agetran, Ivanise Rota, a palestra abordou a importância de observar o comportamento e as ações no trânsito. “Nós trabalhamos a parte educativa com as crianças e a fiscalização cabe aos adultos. Muitos não compreendem que a educação parte da sua casa. Precisamos trazer a sociedade para fazer a segurança no trânsito”, disse Ivanise.

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, destacou que a Reme tem uma preocupação permanente com a conscientização sobre o trânsito, por isso as unidades sempre desenvolvem, ao longo do ano, ações relacionadas à temática. “Nossas sementes são as crianças, por isso temos que fazer um trabalho contínuo porque as estatísticas que vemos ainda não são positivas. Mesmo com uma redução no número de acidentes, ainda não é um índice aceitável porque quase todos os dias há vitimas, por isso temos que nos policiar também”, concluiu.

Atividades lúdicasA diretora do ceinf (Centro de Educação Infantil), Eleodes Estevão de Figueiredo, localizado na região central, Eva Regina Brito, ressaltou a importância desta ação educativa com as crianças. “As crianças são o futuro e para o futuro nós desejamos um trânsito limpo e ordeiro. Estamos buscando levar a conscientização para elas passarem aos pais, o que pode e o que não pode fazer enquanto motorista”, disse.

A coordenadora pedagógica do ceinf, Iginia Aparecida Areco, fala sobre as atividades pedagógicas que estão sendo repassadas aos alunos. “Estamos desenvolvendo pistas com carrinhos, com placas de trânsito e falando como as crianças devem agir quando os pais não colocarem o cinto ou não utilizarem a cadeira própria para elas”, explicou.

Todo esse trabalho é desenvolvido por meio de desenhos, filmes e apresentações teatrais. De acordo com Iginia, o resultado deve impactar em ações responsáveis no futuro das crianças. “As crianças comentam algo de errado que o pai fez e sua reação de falar e explicar o modo correto. Acreditamos que elas são as melhores respostas dentro das famílias na questão do trânsito, porque elas cobram dos pais”, enfatizou.Ônibus de papelão

Já no Ceinf Professor Edson da Silva, no bairro Jardim botafogo, que atende 200 crianças, a coordenadora pedagógica Leliane Leonel de Oliveira fez as crianças colocarem a mão na massa. Elas confeccionaram, junto com as professoras, um ônibus de papelão para que os pais tirassem fotos. Também foi realizada uma mostra de desenhos feitos pelo alunos.

Desenhos também foram feitos no chão, onde eles pintaram uma faixa de pedestres e produziram um semáforo de papelão, para trabalhar o respeito às normas de trânsito. “Estamos passando para crianças de forma lúdica a conscientização. Os pais são bem presentes na unidade e estão participando, vindo tirar fotos com os filhos. As atividades estão sendo realizadas com todas as faixas etárias”, pontuou.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews