1 de janeiro de 2018 - 08h44

Com 5 mil jovens atendidos, Subsecretaria de Juventude conquista novo programa e amplia participação

Campo Grande foi uma das cidades aprovadas para receber o programa Estação Juventude 2.0, que levará oficinas de dança, muay thai, jiu jitsu e empreendedorismo, contando também com atendimento psicológico, central de informação e ações externas para jovens com idade entre 15 e 29 anos. Com previsão de atender mais de 4 mil pessoas em 2018, as ações começam a partir de março e serão realizadas na sede da Subsecretaria de Políticas para a Juventude da Capital. Ao todo, mais de 400 propostas foram enviadas para a Secretaria Nacional da Juventude.

O programa vai de encontro a oferta de atividades que visa proporcionar a essa parcela da população ações que contribuam com o desenvolvimento físico, psicológico e social, ampliando habilidades que melhorem a qualidade de vida dos jovens.

Todas as oficinas abordarão teoria e prática, proporcionando conhecimento e técnica, durante 19 meses. Para isso, serão investidos mais de R$ 316 mil com recursos oriundos da União e contrapartida da prefeitura.

“Somente 15 cidades foram selecionadas para receber esse programa e tivemos a possibilidade de entregar toda a documentação e montar um projeto completo para recebermos as atividades. Isso foi um grande passo para a juventude. Esse programa se juntará as outras atividades que desenvolvemos na formação e capacitação dos jovens para o mercado de trabalho e para a vida”, explicou o subsecretário municipal de Juventude, Maicon Nogueira.

As oficinas e atendimentos oferecidos pelo Estação Juventude 2.0 colaborarão com as atividades já existentes na Subsecretaria e que foram implantadas no ano de 2017. Durante os últimos 12 meses, mais de 3 mil jovens foram beneficiados com as ações realizadas e outras mais de 7 mil pessoas – entre crianças, jovens e adultos – receberam atendimentos.

Durante o primeiro semestre, uma equipe multidisciplinar, composta por educador físico, psicólogo, pedagogo e assistente social, ofereceu atividades de contraturno nos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) dos bairros Moreninha II, Canguru, Jardim Aeroporto, Futurista, São Conrado e Vida Nova, atendendo mais de mil jovens pelo programa Viva Jovem.

Outra atividade que obteve um grande êxito na formação dos jovens foi o Curso de Capacitação Profissional. Durante as 14 turmas realizadas no ano, em parceria com uma universidade da capital, mais de 1.500 jovens tiveram palestras e oficinas que proporcionaram uma nova forma de pensar, atuando na solução dos problemas, necessidades, potencialidades, direitos e deveres, desenvolvimento de estudos, debates e pesquisas sobre as condições de vida, com uma abordagem no relacionamento e marketing interpessoal, ética e postura, dicção e oratória, técnicas de coach e empreendedorismo.

Após preparar a parte psicológica, a Subsecretaria de Juventude passou a ofertar cursos on-line de Secretariado Executivo, Departamento de Pessoal e Tecnologias, por meio do programa Telecentro da Juventude. Realizado em parceria com o Ministério das Comunicações e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedesc), possuiu turmas com até 20 alunos.

A intenção da Subsecretaria é ampliar a oferta de cursos em 2018 e oferecer aos jovens atividades de administração, contabilidade, operador de caixa, telemarketing, técnicas de redação, como se comportar em uma entrevista, Corel X7, Excel e produção de games, atendendo a uma demanda do mercado campo-grandense.

“Esses dois cursos e a Feira da Empregabilidade formam os três pilares que construímos para proporcionar aos jovens todo o caminho até o mercado de trabalho. Atuamos na formação psicológica e técnica e reunimos empresas parcerias que oferecem vagas de emprego para os jovens. Durante as duas Feiras que realizamos, foram mais de 500 jovens atendidos, dezenas de encaminhamentos e alguns jovens estão empregados”, disse o subsecretário.

Outra lacuna aberta, encontrada pela prefeitura de Campo Grande, foi a oferta de cursos preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Em uma parceria inédita com professores especialistas, que ministram aulas em colégios de alta aprovação na prova, a Subsecretaria de Juventude organizou aulões para atender a demanda de estudantes de escolas públicas que estavam se preparando para realizarem o exame.

Durante todo o período do Cursinho Levanta Juventude – de 16 de setembro e 4 de novembro – mais de 250 alunos participaram dos encontros onde puderam obter dicas de redação, matemática, física, geografia, história, atualidades, química e português. Além disso, mais de 3 mil pessoas visualizaram as apresentações com a exibição ao vivo na página da Subsecretaria no Facebook.

Todas as atuações da Subsecretaria de Juventude são pautadas pelo Estatuto da Juventude, que ressalta a autonomia e a emancipação dos jovens, promovendo o bem-estar, o desenvolvimento integral e o acesso a cultura, paz, solidariedade e não discriminação. O objetivo é desenvolver a intersetorialidade, incentivando a participação dos jovens na implementação, formulação e avaliação das ações.

Segundo o último Censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, existem em Campo Grande mais de 217 mil jovens com idade entre 15 e 29 anos. Isso representa mais de 30% da população local. A grande maioria desses jovens são de baixa renda e que necessitam de apoio para formação.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews