FOLHAPRESS | 15 de outubro de 2018 - 14h11

Cachorro com câncer anda em balão, toma sorvete e acampa

Andar em um balão de ar quente, comer cheeseburger, tomar sorvete, jantar bife, colher maçãs, fazer uma caminhada ao nascer do sol, acampar, visitar os Bombeiros. Esses são alguns itens já cumpridos da lista de desejos criada pelos tutores para Finn, cachorro diagnosticado em maio com câncer.

Ele tem seis anos e meio, mora em Vermont (EUA), é ativo, come bem e adora brincar diariamente de buscar objetos. "Sabemos que o câncer vai assumir o controle. Estamos aproveitando todos os dias ao máximo agora", diz Cynthia Peterson.

Há cerca de dois meses, ela e o marido criaram a lista, como uma maneira divertida de guardar recordações de todos juntos.

Algumas sugestões foram dadas pelo Live Like Roo, grupo que auxilia famílias de pets com câncer. Mas outros tópicos foram incluídos, alguns bem ambiciosos, afirma Cynthia. "Não tinha certeza se conseguiríamos completar a lista."

Segundo ela, as atividades mais significativas são as realizadas ao ar livre e que envolvem desempenho físico, como corridas e caminhadas, já que Finn ainda está suficientemente bem para isso.

Mas, para o cãozinho, as mais marcantes são aquelas que envolvam comida. "Ele ama comida", diz.
Além da companhia dos humanos nessa aventura, Finn conta com Yogi, seu irmãozinho de quarto patas adotado em dezembro de 2017.

"Ele era um cão muito tímido no início, mas ganhou confiança e foi o melhor companheiro para Finn durante o tratamento contra o câncer."

A tutora diz que a história de Finn inspirou amigos e parentes a celebrarem a vida com mais frequência. E, enquanto ele estiver se sentindo bem, a família pretende fazer programas divertidos, mesmo quando os 50 itens da lista forem cumpridos.

Cynthia diz ainda que, após o diagnóstico, conheceu tutores de outros animais doentes e ressalta a importância desse apoio mútuo para superar momentos difíceis e o luto.

Afirma ter encontrado esse conforto com a hashtag #caninecancerwarrior, no Instagram, que une pessoas nessas condições, e, recentemente, com a conta @Worldsgoodestdoggo, criada para compartilhar histórias de cães com câncer e aumentar a conscientização sobre o doença (ambas em inglês).

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews