Tero Queiroz | 19 de outubro de 2018 - 15h01

PMA desativa esconderijo com armas, apreende pescado ilegal e autua caçador em R$ 6 mil

Uma cabeça de jacaré foi encontrada jogada no quintal

Uma equipe da Policia Militar Ambiental de Costa Rica fiscalizou ontem, quinta-feira (18) de madrugada, denúncia de caça e pesca predatória que estaria ocorrendo no rio Sucuriú, nas proximidades da BR 060, na altura do km 62, no município de Paraíso das Águas.

No local, em um 'puxadinho' da casa do denunciado, foram encontradas três espingardas, petrechos para recarga de munição (espoleta, pólvora e chumbo), redes de pesca (petrecho proibido) e uma cabeça de jacaré jogada no quintal.

Os Policiais encontraram ainda em um freezer, 25 kg de pescado, carnes e linguiças. De acordo com a PMA os materiais apreendidos e as carnes levantes suspeitas de serem de animais silvestres.

O infrator (48) não estava no local, mas seus irmãos confirmaram que todo material encontrado lhe pertencia. A PMA realizou vigiou o local durante todo o dia de ontem (18) e hoje pela manhã, porém, não conseguiu prender o criminoso.

Foto: Divulgação/Assessoria 

As armas e munições ilegais, os petrechos de pesca ilegais, a carne e o pescado, com características de ter sido capturado com petrechos ilegais do tipo rede, foram apreendidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Paraíso das Águas.

Mesmo não sendo preso, o infrator responderá por crimes de pesca e caça predatórias. A pena por pesca ilegal é de um a três anos de detenção. Para a caça a pena é de seis meses a um ano de prisão. Ele também foi autuado administrativamente e multado em R$ 6.060,00 pela caça e pesca predatória.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews