MS Notícias - Sua Refência em Jornalismo no MS
TERO QUEIROZ | 11 de setembro de 2019 - 09h58

Obras do Rio Anhanduí na Ernesto Geisel estão 60% concluídas e devem ser aceleradas

Prefeitura investe mais R$ 3 milhões para acelerar obras e liberar tráfego ao Centro

O secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, disse que a prioridade da obra que revitaliza o Rio Anhandui é liberar o tráfego pela Ernesto Geisel até o Centro, com isso a Prefeitura de Campo Grande deve investir mais R$ 3 milhões, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, 78% das medições e quitação de R$ 3,8 milhões devem acelerar os trabalhos das empreiteiras no local. O trecho a ser finalizado é entre as ruas Santa Adélia e Aquário. 

A reprogramação da Avenida para instalação de ciclovias e acabamentos está em fase de análise, assim que aprovada, terão início imediato. 

Segundo a administração municipal, o atraso nas obras se deve ao atraso nos repasses de recursos de quase R$ 4,9 milhões, liberados em duas parcelas, seno R$ 3 milhões em junho e o restante, R$ 1,9 milhões em julho. 

 “O prefeito Marquinhos esteve mais de uma vez em Brasília, onde se reuniu com o ministro Gustavo Canuto. Ele também contou com o apoio da bancada federal para garantir a continuidade da obra”, informou Fiorese.

Ainda com esse atraso, a gestão explica que a obra está com toda a primeira etapa concluída cerca de 60% da obra. Para sustentação da via e prevenção de enchentes, foram construídos paredões modernos com 9 metros de altura nas laterais do córrego. Erosões no rio que corta a cidade foram paradas e amparadas por paredes de concreto, na altura a partir da Rua Abolição, a Avenida terá que remanejada alguns metros, isso é, um pequeno desvio do curso natural anterior.     

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews