Karine Segatto | 9 de março de 2018 - 19h22

Mulheres são 44,92% dos autores da Editora UFGD

Na última quinta-feira, a Editora chamou suas escritoras para um café da manhã de homenagem e reflexão sobre o Dia Internacional da Mulher

Dos 138 autores publicados pela Editora UFGD, 44,92% são mulheres (62 autoras). Uma delas é Flaviana Gasparotti Nunes, organizadora do livro “Ensino de Geografia: Novos olhares e práticas”, lançado pela Editora no ano de 2011. Ao participar ontem (08) do café da manhã realizado para homenagear as escritoras e refletir sobre o Dia Internacional da Mulher, ela destacou o quanto é importante valorizar esse espaço na academia.

“A questão da escrita é fundamental para estabelecer lugares, caminhos e espaços femininos. Numericamente hoje somos maioria nas universidades, como servidoras, sejam técnicas ou docentes, mas não ocupamos os cargos de chefia e ainda somos minoria na gestão. Então hoje eu aceitei esse convite feito pela Editora para não só para representar as autoras de livros da Editora, mas também no sentido de reafirmar que esse é um lugar que nós devemos ocupar e lutar para ampliá-lo”, defendeu Flaviana.
A escrita feminina tem muito a conquistar na Universidade e também fora dela. Nélida Piñon e Ana Maria Machado, por exemplo, são as únicas mulheres eleitas para a presidência da Academia Brasileira de Letras. De 1897 a 2018, foram exercidos 54 mandatos, 96,29% deles tendo homens como presidentes.

Para Losandro Tedeschi, pesquisador e autor da temática de gênero da UFGD, as mulheres das letras no Brasil escreveram coisas maravilhosas. No entanto, como o poder da escrita sempre foi domínio do masculino, elas nunca foram visibilizadas. “Dá para ver que a questão da escrita das mulheres ainda continua de certa maneira invisível, mas é pela escrita que elas resistiram, em pichações dos muros, cartas de amor, poemas... Aquela escrita clandestina, não visível pela escrita mais formal e clássica. Então pensar o 08 de março é pensar também o papel da Editora, não somente em relação às mulheres da UFGD, mas às mulheres de Dourados. Pensar como as mulheres tem o poder e a potência, historicamente sempre tiveram, de existir pela escrita. Uma escrita que conteste, uma escrita que promova, que denuncie. Nós temos que denunciar as impressões que nós sofremos e principalmente as que vocês, mulheres, sofrem hoje de várias maneiras”, afirmou Losandro.

Na oportunidade, o coordenador da Editora UFGD, Rodrigo Garófallo Garcia se manifestou contra a desigualdade. “Muitas vezes nós somos levados a acreditar que essa diferença tem sido amenizada, suavizada com o passar do tempo e até que ela não existe. No entanto, é só ver o noticiário para perceber o quanto essa diferença ainda é gritante (...). Hoje é um dia de homenagens sim, mas é um dia de muita reflexão, um dia de luta”, disse Rodrigo.

Essa luta constante também foi foco da mensagem da pró-reitora de Avaliação Institucional e Planejamento da UFGD, Cristiane Stolte, que participou do café da manhã como representante da reitora Liane Calarge, que está em férias. Cristiane parabenizou todas as mulheres e reafirmou a fala de Flaviana Nunes, complementando que todos os dias as mulheres trabalham para poder alcançar os cargos de chefia, além de trabalhar também para mostrar o importante papel que desempenham dentro da instituição, da família e nos demais contextos.

Após essa conversa, as mulheres e homens presentes, muitos colegas da UFGD que atuam no mesmo prédio da Editora, passaram por momentos de interação informal aproveitando o café da manhã.

SOBRE A EDITORA
A Editora da UFGD estimula a produção intelectual voltada à comunidade interna e externa e  apoia a organização, a publicação, a divulgação, a distribuição e a venda de obras bibliográficas da UFGD. Criada em 2006, a Editora soma mais de 160 obras publicadas, dentre elas livros, e-books e cadernos acadêmicos (material para uso em sala de aula).

Todo esse catálogo está disponível para acesso público e download por meio do endereço https://portal.ufgd.edu.br/setor/editora/catalogo. E o livro da professora Flaviana Gasparotti Nunes, “Ensino de Geografia: Novos olhares e práticas, está em http://files.ufgd.edu.br/arquivos/arquivos/78/EDITORA/catalogo/ensino-de-geografia-novos-olhares-e-praticas-flaviana-gasparotti-nunes-org.pdf.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews