Correio do Estado | 7 de agosto de 2018 - 19h33

Ministro Alexandre de Moraes vai decidir se Puccinelli fica ou não na prisão

Pedido de liberdade foi redistribuído e está com o ministro do Supremo

O pedido de liberdade do ex-governador André Puccinelli (MDB), do filho André Puccinelli Junior e do advogado João Paulo Calves, foi redistribuído e está com o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Agora, o ministro deve decidir se o trio fica ou não na prisão. 

O habeas corpus foi redistribuído nesta terça-feira (7), depois de quase uma semana do pedido estar concluso à presidência do Supremo. Segundo o advogado de Calves, André Borges, a defesa não tem como escolher o relator. “A distribuição do pedido de habeas corpus é sempre nos critério do Supremo”, comentou.

Borges comentou ainda esperar que o ministro avalie com rapidez o pedido de liberdade. “Esperamos que o ministro avalie rápido o pedido e dê provimento ao recurso”, afirmou.

A princípio, o caso tinha sido encaminhado para o ministro Dias Toffoli, no dia 31 de julho enquanto o tribunal estava de recesso, mas depois foi distribuído para a presidente do Supremo, ministra Carmen Lúcia 

O trio está preso desde o dia 20 de julho. Calves está no Presídio Militar de Trânsito, sendo que Puccinelli e o filho estão no Centro de Triagem, ambos no Jardim Noroeste. 

Eles são investigados pelo Ministério Público Federal e foram presos pela Polícia Federal. O pedido de prisão do MPF é baseado em provas apreendidas pela Polícia Federal na 5ª fase da Operação Lama Asfáltica, Papiros de Lama, no fim de 2017.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews