ALINE OLIVEIRA | 8 de novembro de 2018 - 14h22

Em dois anos, 49 mil jovens foram vítimas de acidente no trânsito

Média é de 67 acidentados por dia, com faixa etária entre 18 e 34 anos

Cerca de 50% das pessoas indenizadas por acidente, nas capitais brasileiras, nos últimos dois anos são jovens, na faixa etária de 18 a 34 anos. As informações foram obtidas a partir dos dados de indenizações do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), nesta quinta-feira (8).

Ou seja, 76% dos pagamentos indenizatórios (37 mil casos) foram realizados por algum tipo de sequela permanente e outros 3,5 mil processos, por morte.

Em Campo Grande, no mesmo período, 1.081 pessoas foram indenizadas, o que coloca a capital de Mato Grosso do Sul na oitava posição entre as 10 capitais com maior número de pagamentos. 

A seguradora responsável pelo pagamento de DPVAT informou que pagou 100.210 indenizações para acidentes ocorridos nas capitais.

"Chama a atenção para a violência no trânsito brasileiro, a faixa etária considerada economicamente ativas.  As indenizações pagas nos últimos dois anos mostram que a maioria dos jovens conduzia o veículo no momento do acidente: 37.084 motoristas no total", aponta o levantamento.

Na sequência, aparecem os passageiros e pedestres, respectivamente, 6.479 e 5.484. A motocicleta foi o veículo responsável pela maior parte destes acidentes: mais de 41 mil indenizações pagas, ou seja, 84,6% dos casos.

SOBRE O DPVAT

O DPVAT é um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, sem apuração da culpa. Ele pode ser destinado a qualquer cidadão brasileiro – motorista, passageiro ou pedestre.

O Seguro DPVAT oferece três perfis de coberturas: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700).

O ranking das capitais com maior número de indenizações é: São Paulo (SP), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Teresina (PI), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Manaus (AM), Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Recife (PE). 

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews