FÁBIO ORUÊ | 8 de outubro de 2018 - 17h57

Durante Outubro Rosa, Hospital de Barretos de Campo Grande é alvo de notícias falsas

Unidade estaria fechando as portas por conta da baixa demanda

Notícia que está circulando nas redes sociais dizendo que a Unidade do Hospital do Câncer de Barretos, em Campo Grande, está encerrando as atividades na Capital, é falsa. A informação está sendo propagada ao mesmo tempo em que acontece a campanha do Outubro Rosa, para a conscientização das mulheres sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e de colo do útero.

De acordo com a gestora administrativa do hospital, Flávia Carvalho, essa notícia não é verdadeira e a propagação dela é algo recorrente. “Todo ano no mês do Outubro Rosa essas notícias se espalham pelo Facebook e nos grupos do WhatsApp”, disse ao Correio do Estado.

Ainda segundo com ela, o hospital está atendendo a capacidade máxima permitida. “A gente está com uma demanda muito boa. De mamografias fazemos 120 exames por dia; Preventivos são 200 por dia; Estamos na capacidade máxima”, contou.

INSTITUTO DE PREVENÇÃO ANTÔNIO MORAIS DOS SANTOS

A Unidade de Prevenção de Campo Grande foi inaugurada em agosto de 2014 com a finalidade de oferecer diagnóstico precoce e prevenção de câncer à população do estado de Mato Grosso do Sul. Foi construída com recursos doados pelo empresário Antônio de Morais dos Santos, sendo composta por uma unidade fixa, na Avenida Vereador Thyrson de Almeida, 3115, no bairro Aero Rancho, e uma carreta de atendimento móvel.

Atualmente, o hospital realiza cerca de 4,8 mil procedimentos mamários e 6,5 mil vaginais. Em média, a unidade registra 12 casos positivos para câncer de mama por mês que, quando descobertas em estágio inicial, é feita uma cirurgia para a retirada do tumor. Quando o estágio da doença está muito avançada, a paciente é encaminhada para tratamento no Hospital do Câncer Alfredo Abrão.

OUTUBRO ROSA

O movimento popular conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades.

Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro. Posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional, americano, de prevenção do câncer de mama.

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews