Giuliana Saringer, do R7/ Reproduzido por Tero Queiroz | 27 de setembro de 2018 - 08h03

Inflação de aluguel cresce e reajuste atinge 10%

"Isto significa que um contrato de locação de R$ 1.000 fechado em setembro de 2017 foi reajustado em R$ 100,40"

A inflação do aluguelacelerou em setembro, segundo o IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), divulgado na manhã de hoje, quinta-feira (27), pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

O índice acelerou e marcou 1,52% no mês em comparação com agosto. Em setembro de 2017, a variação havia sido de 0,47%. 

Porém, para calcular qual o impacto da variação no contrato deve-se considerar o acumulado em 12 meses, o que efetivamente impacta no bolso dos inquilinos. Neste período, a inflação do aluguel acumula alta de 10,04%. 

Isto significa que um contrato de locação de R$ 1.000 fechado em setembro de 2017 foi reajustado em R$ 100,40. O inquilino passará a pagar R$ 1.100,40 pelo aluguel a partir de outubro. 

De janeiro a setembro deste ano, a inflação do aluguel acelerou 8,29%. 

O IGP-M é conhecido como "inflação do aluguel", porque é o indicador utilizado para reajustar os valores dos contratos de locação dos brasileiros. É composto por três indicadores econômicos: IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo), IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e INCC (Índice Nacional de Custo da Construção). 

Fonte: R7

 
Subir ao TopoVoltar
PlataformaPlataforma de Notícias DothNews